Agrupamento de Escolas de Barroselas

  • 1.png
  • 2.png
  • 3.png
  • 4.png
  • 5.png
  • 6.png
  • 7.png
  • 8.png
  • 9.png
  • 10.png
  • 11.png
  • 12.png
  • CEB.png
  • CEC.png
  • CEM.png
  • CEVP.png
  • ES.png

 

Desde o ano letivo 2015/2016 que o Agrupamento de Escolas de Barroselas tem aderido ao projeto “Make-A-Wish Vai à Escola” dinamizado pela Fundação Make-A-Wish, que tem como missão a realização de desejos de crianças e jovens, entre os 3 e os 18 anos, que possuem doenças que colocam as suas vidas em risco, para lhes levar um momento de alegria e esperança…

A comunidade educativa é convidada a participar nas iniciativas da Fundação no Natal, através da aquisição de estrelas da instituição e da participação no “Concurso de Decoração de Natal Inter-Escolas”, e no dia 29 de abril, através da participação no “Dia Azul nas Escolas”, dia em que se celebra a concretização do 1º desejo de uma criança portadora de uma doença grave.

A Fundação Make-A-Wish começou a dar os primeiros passos em 1980, em Phoenix – Arizona, por iniciativa da mãe de Christopher, um menino que sofria de leucemia. A mãe quis concretizar o grande desejo do seu filho: ser agente de polícia, envolvendo familiares, amigos e membros da comunidade onde habitava. O desejo de Christopher foi concretizado! O menino morreu nesse mesmo ano, com 8 anos de idade.

Atualmente, a Fundação está espalhada por mais de 50 países e em cada 21 minutos, algures no Mundo, está a ser concretizado um desejo Make-A-Wish!

A adesão da comunidade educativa do Agrupamento de Escolas de Barroselas ao projeto tem sido fantástica, estando bem patente o espírito solidário!

 a todos os que têm contribuído para a distribuição de uns momentos de felicidade, levando esperança, força e alegria a uma criança (e sua família), num momento muito difícil da sua vida…

Para informações mais detalhadas sobre a Fundação Make-A-Wish, consultar: www.makeawish.pt/

  

A Coordenadora do Projeto,

Cláudia Ribeiro


 

 


      SOBE (Saúde Oral Bibliotecas Escolares) é um protocolo estabelecido entre a DGS, PNL e a RBE que visa desenvolver ações de promoção de leitura, da felicidade e da saúde oral. Este projeto está a ser implementado nas EB1/JI do Agrupamento.

    A Direção-Geral de Saúde, o Plano Nacional de Leitura e a Rede de Bibliotecas Escolares estabeleceram um protocolo de colaboração no âmbito da prevenção da saúde oral em Portugal, formalizado pelo projeto SOBE - Saúde Oral, Bibliotecas Escolares, ligando a saúde oral, a literacia e as bibliotecas escolares.

    É importante sensibilizar desde cedo as crianças para a prática da higiene oral e para os problemas que afetam a saúde oral, a fim de tentar evitá-los ou minimizá-los.

   O Agrupamento de Escolas de Barroselas aderiu a este projeto no ano lectivo 2012/2013, envolvendo 26 alunos da Escola Básica de Portela Susã, 13 crianças do jardim de infância do Centro Escolar de Mujães, 65 alunos do 1º ciclo da Escola Básica de Vila de Punhe e 34 alunos da Escola Básica de Carvoeiro.

 

Para saber mais sobre o projeto consulte a página oficial aqui!!!

 


 


  

  As cantinas escolares deverão contribuir para reforçar positivamente comportamentos alimentares que conduzirão a um melhor estado de saúde, e consequentemente a uma diminuição dos custos que a comunidade despende nessa área, melhorando a qualidade de vida dos indivíduos que a integram.

   É por demais evidente que o refeitório escolar tem uma importância fundamental no quotidiano dos alunos. Muitos deles passam grande parte do dia na escola, tomando aí a refeição do almoço. Assim é de reconhecido valor este espaço, não só numa perspetiva nutricional, mas também social. De facto, é sabido que alguns alunos tomam uma única “refeição quente” por dia, que é, precisamente, a disponibilizada pelo refeitório da escola. Assim, cabe à escola a responsabilidade acrescida de oferecer refeições saudáveis, equilibradas e seguras, que ajudem a preencher as necessidades nutricionais e energéticas dos jovens. Com o objetivo de continuar a proporcionar aos seus alunos refeições com essas características, e sempre numa perspetiva de melhoria, o Agrupamento de Escolas de Barroselas adere no ano letivo 2011/2012 ao programa PODE (Projecto de Optimização das Dietas Escolares), que surge de uma parceria entre a ULSAM (Unidade Local de Saúde do Alto Minho), a USPAM (Unidade de Saúde Pública do Alto Minho) e a SNA (Serviço de Nutrição e Alimentação).

   As finalidades deste programa passam por "Contribuir para a diminuição da incidência e prevalência das doenças ligadas aos hábitos alimentares" e "Disponibilizar nas escolas do distrito de Viana do Castelo, refeições nutricionalmente equilibradas e que garantam a segurança alimentar". Como tal, nas escolas do distrito só deverão estar disponíveis alimentos saudáveis, nutricionalmente equilibrados, favorecedores de uma alimentação normoclórica e variada e em condições que garantam a higiene e a segurança.

 A implementação deste programa abrange várias vertentes, nomeadamente a análise diária das refeições servidas na cantina. Assim é enviada semanalmente para a nutricionista que faz parte da equipa responsável pelo programa, uma grelha com o registo diário de géneros que compõe o almoço desse dia. Periodicamente são enviados para a escola relatórios que fazem o ponto da situação relativamente ao respeito das regras impostas pelo programa.

  Importa por isso perceber que as refeições que oferecemos aos nossos alunos diariamente não são obra do acaso, mas fruto do trabalho de vários elementos da escola e fora da escola, que têm como principal preocupação garantir aos nossos alunos um desenvolvimento feliz e saudável.